Buscar
  • Luis Piccardi

Desafios da Segurança e Saúde no Trabalho na Indústria 4.0


Com as industrias cada vez mais tecnológica surge o conceito da Indústria 4.0, sendo comparando a 4.ª revolução industrial. O termo foi usado pelo governo alemão, em 2011. A partir deste ano teve grandes mudanças na operação das fabricas com uso de maquinários interligados a internet e outras tecnologias.


Este modelo de indústria 4.0, poderá tornar o local de trabalho mais seguro através da tecnologia empregada nas maquinas e o acompanhamento de funcionário mantendo-o cada vez mais seguro, ajudando no bem estar e comprometimento do mesmo, via câmeras digitais e sensores (calor, umidade, etc). Através destes equipamentos modernos poderá prever um risco de acidente pela a aproximação do funcionário em uma máquina em locais indevidos, alertando o funcionário, o responsável do setor, e da mesma forma, os profissionais responsáveis pela segurança do trabalho os quais podem conferir e corrigi-la de forma rápida e eficiente, evitando o acidente.


Em um mundo de complexas e rápidas transformações tecnológicas, um dos maiores desafios no campo da Segurança e Saúde no Trabalho (SST) é examinar e entender os novos riscos existente no ambiente de trabalho, adaptando-o para atender a inovação tecnológica. É obvio que pensando na área de segurança do trabalho e com as inovações batendo em nossa porta é preciso inovar e transformar o profissional de Segurança no Trabalho, o mais urgente possível em 4.0.


Engana-se quem pensa que o papel do técnico de Segurança do trabalho na atividade industrial e, por consequência, os cuidados com segurança, serão reduzidos. Pelo contrário, é necessário desenvolver novas habilidades e novas formas de prevenção. Precisa-se de profissionais criativos, inovadores, empreendedores, estratégicos, engajados, responsáveis pelo tempo e qualidade do serviço realizado, que saibam resolver problemas de imediato. Pois com a tecnologia fervendo irá diminuir consideravelmente os afastamentos por acidentes de trabalho. Mais do que nunca, é preciso que os profissionais estejam preparados para a gestão adequada de Segurança no Trabalho.


Um dos maiores obstáculos para qualificar equipes de Saúde, Segurança no Trabalho estão relacionados à percepção por parte das empresas, de que não se trata de um custo e sim de um investimento. O segundo desafio vai ser mudar o pensamento das pessoas que ali trabalham, mudar os hábitos e mantê-los motivados. Conscientizar o uso de EPIs, treinamentos, engajamento com novas habilidades, facilidades e competência. Os profissionais de Segurança do trabalho terão que usar de estratégia juntamente com os líderes para conduzir os novos processos de melhoria e adaptação na tecnologia que vem sendo implantando na maioria das empresas. Visando baixo custo e melhoramento de mão de obra.

Todo e qualquer profissional da área de Segurança do trabalho deve estar preparado para enfrentar estes novos desafios que aí estão, estar sempre muito bem atualizados para prever e solucionar problemas de imediato, de nada adianta conhecer normas quando não temos as soluções rápidas.

O QUE FAZER PARA EVITAR PROBLEMAS MAIORES?

Aproveitar a tecnologia oferecida para proteger o profissional de riscos eminentes de acidentes de trabalho, identificar pontos de riscos, automatizar processos, manter as manutenções preventivas em dia, profissionais treinados, alguns dos pontos essenciais para se pensar em prevenção. De nada adianta o profissional de Saúde, Segurança no Trabalho saber as normas regulamentadoras e não as usar na prevenção de acidentes.

“O indivíduo só muda quando a dor de permanecer é maior do que a dor de mudar.” Marcos Meier


--

Fonte: @LanceNotícias

7 visualizações0 comentário

Av. Cap. Francisco Inácio, 168 - Centro -  Poá

R. Jacirendi, 60 – Tatuapé -  São Paulo

Poá: (11) 4638-2923 - 4638-7840

Tatuapé: (11) 2193-1051 / 2193-1081

  • White Facebook Icon
  • Branca Ícone Instagram

©  2020 by ch34. All rights reserved